Carta de Princípios

A TamoJuntas, Assessoria Multidisciplinar Gratuita para Mulheres em situação de violência é uma organização feminista, antirracista, anti LGBTQIfóbica e anticapitalista. A organização está alinhada ao projeto de transformação radical das estruturas de poder da sociedade atual, assumindo postura crítica e prática engajada na defesa dos direitos das mulheres e meninas.

Na condição de Organização Feminista, colocamo-nos como princípio a luta pela equidade de gênero no combate a toda e qualquer discriminação negativa em razão de sexo, orientação sexual e identidade de gênero. Consideramos ainda, o feminismo em sua perspectiva interseccional, no qual não há libertação da mulher sem o enfrentamento das hierarquias econômicas, raciais e sexuais. Não existe uma mulher como essência, mas imbricada nessas hierarquias.

A Organização, fundada por mulheres negras e não brancas em maior número, fora do eixo Centro-Sul do país, na cidade mais negra do mundo fora do continente africano, Salvador,  reivindica como princípio o antirracismo. A Organização compromete-se a combater o racismo, promover e fortalecer a liderança de mulheres negras em seus projetos e maioria na diretoria. O elemento raça/cor e o pertencimento racial devem compor a centralidades das discussões e práticas da Organização.

A TamoJuntas tem como princípio a postura anticapitalista incorporando à sua pauta a luta contra o sistema de desigualdade econômica e exploração da força de trabalho que oprime de forma ainda mais brutal, as mulheres especialmente as mulheres negras. A Associação volta-se a prestar assessoria multidisciplinar gratuita, tendo em vista a vulnerabilidade econômica das mulheres ser um obstáculo determinante no rompimento de relações violentas. A condição econômico-social é obstáculo concreto no acesso à justiça e no combate à violência contra as mulheres.   

A TamoJuntas tem como princípio a sororidade, compreendida aqui como laços de solidariedade e irmandade entre mulheres. Mais do que um princípio, a sororidade é a prática de aliança entre mulheres a fim de que se reconheçam como semelhantes e possam se apoiar mutuamente no combate ao patriarcado. Juntas somos mais fortes e somente unidas poderemos superar a violência de gênero. Pautada nesse princípio, a Organização não aceita homens como membros e nem presta assessoria a eles, mesmo considerando que estes possam ser também vítimas da violência de gênero.

A Organização tem como princípio a defesa dos direitos humanos, considerando-os em espectro amplo como direitos individuais, coletivos e difusos. A defesa dos direitos humanos parte da defesa intransigente da democracia e da luta pelo fim das opressões de classe, raça, gênero. Ainda, na defesa dos direitos humanos, pautamos como objetivo a luta contra a violência institucional materializada tanto na omissão com a violação de direitos, como na ação truculenta do estado contra grupos marginalizados.

A TamoJuntas tem como princípio a defesa da autonomia das mulheres, compreendida como a capacidade de autogerir seu corpo e sua existência. Na defesa da autonomia do corpo da mulher e da sua capacidade reprodutiva está a luta pela descriminalização e legalização do aborto no Brasil e na América Latina. Ser mãe deve ser uma escolha livre e segura.

Como princípio, a maternidade livre do machismo, fruto da escolha existencial e política das mulheres em reproduzirem. Às mulheres, o direito de gestar, parir e educar seus filhos sem violência. O direito de não ver seus filhos assassinados pelo Estado. O direito a ter reconhecimento e remuneração pelo trabalho reprodutivo. O direito ao trabalho e ao estudo das mães.

A TamoJuntas, na prestação de assessoria profissional a mulheres em situação de violência tem como princípio oferecer atendimento que observe obrigatoriamente a verdade, o sigilo, o respeito, o não julgamento e a não revitimização de mulheres em situação de violência. Além disso, pauta-se a ética profissional a qual devem vincular-se as profissionais que compõem a Organização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *